Road Trip na Califórnia: Post prático

Quem não teve paciência de ler o último post, mas quer saber TUDO e ONDE encontrar as informações certas para a sua Road Trip, continue lendo que eu vou escrever tudinho aqui.[LEMBRANDO que eu não estou sendo paga para falar de ninguém aqui, ou seja, vou falar porque ajudou mesmo. Então é tudo real oficial].

Como eu falei PESQUISA, PLANEJAMENTO E ECONOMIA são as principais palavras para qualquer tipo de viagem. Então vamos começar do começo (dã!):

O início do planejamento: Meu namorado viajou para Flórida no fim de fevereiro, e como eu estou a menos de um ano no meu trabalho, precisava negociar as férias com os meus chefes. Em março, e depois novamente em maio, confirmei minhas férias e passaria 20 dias na Califórnia.

Desde então, virei rata de site de companhias aéreas e de promoções. Sério. Criei mais de 10 notificações de passagens para receber no e-mail, no celular, aonde quer que fosse, e visitava religiosamente todos os dias esses sites.

PASSAGEM: Crie todos os tipos de alertas possíveis e acesse diariamente todos os sites de companhias aéreas e de promoções de passagens. Assim você vai conseguir a passagem que cabe no seu bolso e que se adequa aos seus padrões e as suas datas.

Melhores Destinos, Passagens Imperdíveis (foi onde eu achei a minha passagem), Voopter, e Viaja Net (nele tem uma seção que chama “Quando Viajar“que é bem interessante com muitos detalhes do destino onde você pretende viajar), foram os sites que me ajudaram a achar a passagem.

Dica: Sempre confira nos sites das companhias aéreas antes de comprar em um site terceirizado, pode ser que esteja mais barato do que nos sites de promoção, sem contar que se algo der errado a dor de cabeça é menor, visto que você vai ter que lidar apenas uma empresa.

Ter flexibilidade de datas e de destinos também ajudam a achar passagens mais baratas. Siga as marcas e sites em todas as redes sociais e crie alertas de passagens, te ajuda a lembrar do objetivo, hahaha.

Como no meu caso eu tinha 20 dias para viajar, e queríamos ficar um tempinho em Miami eu tinha várias opções: Ir para Miami, Orlando, Los Angeles, San Diego ou San Francisco. Portanto, qualquer um desses destinos iria me agradar. E como o meu namorado também pesquisava as passagens dentro dos EUA, a rota era flexível.

ROTEIRO: Leia, e leia bastante. Informação nunca é demais. Saiba tudo sobre o seu roteiro, do que pode dar muito certo e do que pode dar muito errado, haha. Não se esqueça que os roteiros não são engessados, adapte aquilo que for melhor para você, seu budget, seu tempo de viagem e faça dele o melhor possível.

Ideias na Mala, Aprendiz de Viajante, Segredos de Viagem, Dicas da Califórnia, Viaje na Viagem, Hotel Califórnia, Lala Rebelo, etc… Todos eles ajudaram MUITO na composição do meu roteiro, sem contar que muitas dicas que eles deram foram de grande valor pra mim. Sério, indico muito (principalmente o ideias na mala, que é muito amor <3).

No fim o nosso roteiro ficou assim:

0 – Belo Horizonte – Guarulhos (Como moro em BH, vou sair daqui de noite rumo a São Paulo, no meu último dia de trabalho antes das férias, hehe.)
1º dia: Guarulhos – Lima – San Salvador – Los Angeles – Cambria
2º dia: Cambria – San Jose
3º, 4º e 5º dia: San Francisco
6º dia: San Francisco – Monterrey
7º dia: Monterrey e Carmel
8º dia: Monterrey – Santa Bárbara
9º dia: Santa Bárbara
10º dia: Santa Bárbara – San Diego
11º, 12º, 13º dia: San Diego
14º dia: San Diego – Los Angeles
15º, 16º, 17º, 18º dia: Los Angeles
19º e 20º dia: Los Angeles – Guarulhos

O roteiro programado é esse, mas como todos nós sabemos que imprevistos acontecem, tentei ficar mais de boa. Enfim, como o meu voo chega e sai de Los Angeles preferimos deixar a cidade por último, e como li em vários blogs que fazer a rota da Highway 1 descendo de San Francisco para San Diego é muito mais bonita, preferimos subir tudo de carro, para depois descer.

Mas esse é o nosso caso. Existem inúmeros roteiros diferentes e que podem ser explorados. Muitas pessoas colocam Napa Valley, Las Vegas (que fica no estado de Nevada), San Simeon e outras cidades no roteiro.

CARRO: Deixei esse quesito mais para o Renato, já que ele vai dirigir a maior parte do tempo, além de saber muito mais de carro do que eu, haha. A gente queria um belo de um conversível, com teto retrátil, para estar dentro de um filme Hollywoodiano, porém, como vamos no inverno, vai estar frio e não quero ficar doente, haha.

Fizemos uma pré-reserva em site de locadoras de carros (Dollar) por um preço bem legal e optamos então por um Sedan com espaço para nossas malas, com seguro, sem GPS (eu tenho um que funciona perfeitamente nos EUA) e sem o dispositivo de pedágios já que na nossa rota existem poucos.

Priceline (nele tem uma seção que chama “Name your price” onde você escolhe quanto vai pagar em um determinado serviço e eles encontram muitas promoções), KayakSkyscanner são alguns dos sites que fazem cotação de aluguel de carro. Procuramos também nos sites diretos das locadoras como Dollar, Alamo, Budget, etc.

ACOMODAÇÃO: Se prepare para ficar horas pesquisando em blogs, sites de comparação de hotéis, recomendações e avaliações. E se prepare para desembolsar uma boa grana. No meu caso os hotéis estão saindo mais caros que a passagem em si (no total, é claro)! Não que eu esteja procurando um hotel 5 estrelas com banheira de hidromassagem, mas também não quero ficar em qualquer buraco, não. E se você procurar bem é possível achar lugares muito bons com preços bem legais.

Além de pegarmos dicas e indicações dos blogs citados acima, nós sempre procuramos o site dos hotéis (o que diz muito sobre o lugar), e também no Trip Advisor. Toda vez que eu e o Renato vamos viajar, nós olhamos lá, pois é possível ver as fotos que são tiradas pelos hóspedes, e as pessoas deixam a opinião lá com o objetivo de ajudar outros viajantes.

E também nesta viagem decidimos apostar no Airbnb, que é “um mercado comunitário confiável para pessoas anunciarem, descobrirem e reservarem acomodações únicas ao redor do mundo.” Ou seja, vamos alugar a casa de alguém por um tempo, baseado nas fotos do lugar e nas avaliações de antigos hóspedes, algo como o Trip Advisor, porém de casa/quartos alugados.

Blogs (acima), Trip Advisor, Airbnb,  Booking (tem boas promoções e te ajuda achar hotéis com avaliações), Trivago.

RESTAURANTES: A mesma coisa: Blogs, indicação de amigos, Trip Advisor e também o aplicativo do FourSquare, utilizamos ele em NY e ele nos ajudou bem. O Yelp e o Zagat também foram aplicativos utilizados durante a viagem.

SEGURO VIAGEM: Depois de muitas pesquisas em operadoras como Mondial, Porto Seguro, Allianz,  comparando preços, checando opinião de amigos e internautas eu fechei com a Assist Card. Além de ter sido o melhor custo-benefício, ainda foi a melhor opção, e todas as vezes que eu e minha família viajamos para fora, nós fechamos com eles.

Ela é muito bem recomendada, e todos os meus amigos que já precisaram fazer o uso dele foram bem atendidos; O preço é em conta e equivale aos serviços oferecidos; Os representando com quem eu fecho (de São Paulo) tem uma parceria com a rede de hotéis Accor, e quem for associado ainda ganha um desconto lindo no preço final, portanto SUPER indico.

Super Dica: Alguns cartões de crédito oferecem seguro grátis aos passageiros, basta realizar a compra da passagem com ele. Ligue para o seu cartão de crédito e verifique se eles oferecem essa vantagem, e busque saber o quanto e o que eles cobrem durante a sua viagem.

PASSAPORTE e VISTO: Se você tiver que tirar um novo passaporte ou renovar o seu visto, não deixe para última hora. Como o meu passaporte vence no fim do ano eu teria que renová-lo, no caso fazer outro, já que não existe renovação de passaporte, apenas de visto. Entrei no site da Polícia Federal, agendei minha data, e ele chegou cerca de 40 dias depois devido a problemas com a máquina de perfuração. Como eu já tinha o visto de turista e ele estava na validade, não precisei renová-lo.

Existem inúmeros links na internet de como tirar o passaporte e o visto, os documentos necessários, aonde tirar, o que fazer.

VACINAS: Um dia antes da minha viagem me deu um estalo na cabeça e eu fui procurar se em algum dos países nos quais eu faria conexão exigia alguma vacina. Infelizmente a internet não me ajudou nesse quesito, uma vez que diversas informações divergiam de opinião.

Liguei para a minha companhia aérea (Avianca) e eles não souberam me responder. Liguei para a ANVISA e eles também não souberam me responder. Nem o Itamaraty e a Polícia Federal conseguiram solucionar a minha dúvida. O que que aconteceu? Surtei! Mas continuei procurando, e caso precisasse tomar vacina ainda tinha um dia antes de viajar.

Foi então que no meio da loucura encontrei um guia (não lembro aonde) que tinha um telefone do Centro de Atenção à Saúde do Viajante de BH, uma entidade da prefeitura que emite a carteirinha internacional de vacinação e que também auxilia em casos de dúvidas como a minha. Foi então que eu liguei e uma moça muito simpática me respondeu e disse que, para o tempo das minhas conexões, e para os países que eu iria, não era necessário nenhuma vacina. Ela ainda me forneceu um link da OMS para que eu pudesse verificar quais países exigiam quais vacinas para o ano de 2016. Confira!

E eu descobri a pouco tempo também que alguns laboratórios médicos, como Hermes Pardini, Geraldo Lustosa, etc, possuem esse tipo de informação e também fornecem a carteirinha internacional de vacinação.

Ainda bem que não tive que ser vacinada de última hora e, não façam como eu, chequem SEMPRE com antecedência se o seu destino final ou conexões exigem alguma vacina ou outra documentação.

PASSEIOS TURÍSTICOS: Blogs e internet, as always, haha. Neste caso preferimos sempre comprar nos sites oficiais ou em sites recomendados. Os passeios que compramos com antecedência pela internet foram o passeio à Alcatraz, o jogo de futebol americano dos Chargers (San Diego), visita ao Hearst Castle e ao Monterey Bay Aquarium.

Os outros passeios, Zoológico de San Diego e algum tour em Hollywood vamos comprar enquanto estivermos em viagem.

Bom, acho que esses são os itens principais que você deve checar para a sua viagem ser incrível. O importante é pesquisar bem, se preparar, organizar para viajar tranquilo.

See ya wanderlusters

Anúncios

3 comentários sobre “Road Trip na Califórnia: Post prático

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s